Logo-barrasonline

Publicada em 07/04/2017 - 12h14
Da Redação

Acredito que o Vereador, nem a eucaristia podem receber – diz Bispo.

Bispo manda professores cobrar dos Vereadores


Acredito que o Vereador, nem a eucaristia podem receber – diz Bispo.

O Bispo Diocesano de Lages, Dom Irineu Andreassa celebrou missa durante as celebrações da procissão de Corpus Cristhi, na quinta-feira. E durante o sermão, se manifestou a respeito da greve dos professores municipais.

Reprodução

“Quero encerrar com um desabafo. Desculpem os professores. Sou contra a greve na porta da prefeitura. Sou a favor da greve, lá na porta da Câmara Municipal. Um professor que ganha mil e poucos reais, 2 mil e um vereador ganhando 9 mil reais ou mais.

Me desculpem vereadores, não peçam voto. Gera miséria! Vereador com esse salário e um professor com salário de mil e poucos reais ou dois mil. Com essa desigualdade, acredito que o vereador, nem a eucaristia pode receber.

Acredito que lá em Brasília, com a corrupção, onde os políticos estão desacreditados, não podem receber eucaristia, porque eles geram uma sociedade de miseráveis. Ser político hoje, infelizmente, não merece crédito.”

 

A situação vivenciada em Lages, há mais de um ano, é a mesma de Barras na atual Legislatura, onde os Vereadores recebem subsídios em torno de R$ 7.200,00 (sete mil e duzentos reais), contrastando com o salário dos professores municipais, mostrando que a Sociedade precisa se organizar para combater esse tipo de abuso.


Fonte: Milton Barão


Imprimir Comunicar erro Bookmark and Share